PUBLICAÇÕES



NEWSLETTER
Receba as nossas novidades por e-mail! Clique aqui.

Destaques, Notícias - 05/10/2017

É vital anunciar o Evangelho ao mundo inteiro

REUTERS2332238_Articolo

Cidade do Vaticano (RV)

Cidade do Vaticano (RV) – O Papa Francisco recebeu em audiência, nesta quinta-feira (05/10), na Sala Clementina, no Vaticano, doze membros da Comissão para as Relações com as Igrejas da United Bible Societies (Aliança Bíblica Universal).

O Pontífice saudou e acolheu esta delegação, desejando que a graça do Espírito Santo esteja com os seus membros e com todos aqueles que se esforçam para divulgar o Evangelho, “facilitando o acesso da Bíblia em várias línguas e, hoje, através de várias formas de comunicação social”.

“Somos servidores da Palavra de salvação que não retorna ao Senhor vazia. Somos servidores da Palavra de vida eterna e cremos que não somente de pão vive o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus. Com a ajuda do Espírito Santo devemos nos nutrir da Palavra através da leitura, da escuta, do estudo e do testemunho de vida.”

“Somos servidores da Palavra de reconciliação, também entre os cristãos”, disse ainda o Papa aos membros da United Bible Societies. “Desejamos de todo coração que ‘a palavra do Senhor se espalhe e seja bem recebida’. É justo esperar um novo impulso para a vida espiritual proveniente de uma maior escuta da Palavra de Deus.”

“Somos servidores da Palavra que saiu de Deus e se fez carne. É vital que hoje a Igreja saia para anunciar o Evangelho a todos, em  todos os lugares, em todas as ocasiões, sem demora, sem repulsão e sem medo. Devemos fazê-lo com obediência ao mandato missionário do Senhor e com a certeza de sua presença entre nós até o fim do mundo.”

“Somos servidores da Palavra da verdade. Somos servidores da Palavra de Deus forte que ilumina, protege, defende, cura e liberta. A palavra de Deus não está algemada! Por causa dela muitos de nossos irmãos e irmãs estão presos e muitos derramaram o seu sangue como testemunho de sua fé em Jesus.”

“Caminhemos juntos a fim de que a palavra de Deus se difunda. Permaneçamos em comunhão fraterna e rezemos uns pelos outros”, concluiu o Papa.



Compartilhe: